Sou

A minha foto
Portalegre, Portugal
"Sonho que sou alguém cá neste mundo... Aquela de saber vasto e profundo, Aos pés de quem a Terra anda curvada! E quando mais no céu eu vou sonhando, E quanto mais no alto ando voando, Acordo do meu sonho...E não sou nada!..." Florbela Espanca

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Foram cravos, foi poesia







Foram cravos, amor
Foram rubros os cravos
Que nos teus olhos nasceram
E nos teus braços se aninharam
Que os teus medos venceram
E a censura derrubaram.
Naquela clara manhã
O cinzento se dissipou
E no corpo,
Nos olhos,
Nos lábios
Nova cor emergiu.
E o povo na rua cantou
E o povo na rua sorriu.



Sandra Subtil  


 

3 comentários:

  1. Cravos vermelhos, sempre!
    (Só agora reparei que voltou, Sandra. Bem-vinda)

    ResponderEliminar
  2. Lindo, minha querida amiga Sandra ! Que hajam sempre cravos vermelhos reacendidos na memória !

    ResponderEliminar

"A poesia é o sentimento que sobra ao coração e sai pela mão."
(Carmen Conde)