Sou

A minha foto
Portalegre, Portugal
"Sonho que sou alguém cá neste mundo... Aquela de saber vasto e profundo, Aos pés de quem a Terra anda curvada! E quando mais no céu eu vou sonhando, E quanto mais no alto ando voando, Acordo do meu sonho...E não sou nada!..." Florbela Espanca

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Do rio que há em mim...



Foto de LeninhaF
http://olhares.aeiou.pt/leninhafig
http://leninhaf1.reflexosonline.com




Corre nas minhas veias um rio de águas turvas.
São bravas, revoltas
e procuram ansiosas
foz onde desaguar.
Pudesses tu, 
poesia, 
ser meu mar.


55 comentários:

  1. Sandra querida, em tão poucas palavras me fizestes sentir a poesia cheia de magia...LINDO e cheio de sensibilidade.
    Amei!

    Beijos com muito carinho.

    ResponderEliminar
  2. LINDA poesia e foto!!Um lindo fds!beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  3. Lindo! Rio caudaloso a fazer-se mar... Um mar de poesia!

    Parabéns Sandra

    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. O mar, com o seu feitiço, apaziguaria essas águas turvas, bravas,revoltas e ansiosas.
    Abraço,
    J

    ResponderEliminar
  5. Linda poesia, Sandra. Linda foto.
    Um abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

    ResponderEliminar
  6. Minha querida

    Mas é a agua que lava a tua alma.
    Como sempre lindo e suave.

    Beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  7. dos poemas mais lindos que te li, Sandra.
    beijo.

    ResponderEliminar
  8. Um poema lindo, melancólico, mas as águas serão limpas por novos ventos.Beijos

    ResponderEliminar
  9. Sandra,

    As vezes penso ter um rio parecido com o seu,

    Noutras creio, possuir um fundo de oceano: sombrio, e misterioso,

    e as vezes, sou córrego: manso e límpido,

    Mas sou, sou água,


    Bjkas

    ResponderEliminar
  10. Lindo minha querida amiga!
    De uma sensibilidade profunda.
    Bom fim de semana

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  11. A poesia é um bom lugar para guardar o que a alma já não pode aguentar...

    Lindo, Sandra!

    Beijinhos e bom fds.

    ResponderEliminar
  12. Quando o piloto da barra é experiente... a embarcação não corre perigo.
    :)
    Parabéns poetisa!

    ResponderEliminar
  13. Belo poema...Espectacular....
    Saudade é amar um passado que ainda não passou,
    É recusar um presente que nos machuca,
    É não ver o futuro que nos convida...
    (Pablo Neruda)

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  14. Sinceramente, eu acho que a poesia começa a ser o teu mar.
    Por isso, deixa desaguar as tuas águas à vontade.
    Mesmo turvas, porque tu sabes clareá-las.
    Belo poema, gostei muito.
    Sandra, querida amiga, tem um bom domingo e uma boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  15. Sandra: passei para ver o teu blog, deparei com um lindo poema essas aguas turvas podem ser clareadas todos nós temos o dever de o fazer. Vou seguir o teu blogue.
    Beijos
    Santa Cruz

    ResponderEliminar
  16. Amiga Sandra.
    Estou feliz em estar no seu blog hoje depois de uns dias de um
    forçado afastamento.
    Amo visitar minhas amigas(OS) a satisfação que sinto é imensa.
    Feliz final de Domingo uma linda semana beijos.
    Evanir.

    ResponderEliminar
  17. A escolha da foto é perfeita!
    A poesia leva-te até ao mar, tenho a certeza!

    beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Passando para reler essa bela poesia e deixar o meu carinho!bjs,

    ResponderEliminar
  19. letras e versos que rios são..
    tuas palavras são um mar que inunda sentimentos teus..
    beijos querida.

    ResponderEliminar
  20. mas tu sabes navegar bem nesse mar

    beijinho

    ResponderEliminar
  21. Há dias de extravasar, pensei na música Cry me a River para este poema musical. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  22. Poesia das flores e dos amores onde se quer navegar. Nem sempre se conseguem coordenar estes desejos e pensamentos, mas podemos transcreve-los dando-lhe uma forma nova e poética.

    ResponderEliminar
  23. A poesia
    é um rio
    que nos corre nas veias
    é um grito
    sem foz
    nem paradeiro.

    No entanto desejo que encontre o seu mar!


    Bjs!

    ResponderEliminar
  24. A poesia é como um rio na qual deixamos que as nossas águas mergulhem e passem para além das suas margens.
    Lindíssimo poema.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
  25. E que a poesia traga a calmaria e paz nas águas desse rio de desejos...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderEliminar
  26. Bom dia amada !!!!!!!!!!!!!!
    Falar de poesia é falar dos rios em correnteza...todas as águas derramadas valem uma poesia...
    bjssssssssssssssss

    ResponderEliminar
  27. Sandra,

    que a semana seja de águas mansas,


    bjkas

    ResponderEliminar
  28. Olá,Sandra!!

    Que lindo poema!!!
    Tão forte e profundo!!!
    Que possamos desaguar,tornando nossas águas claras e serenas!
    Beijos!!
    *Obrigada pelo carinho,minha amiga!!!

    ResponderEliminar
  29. Sua poesia é tão gigante que já começa pelo título...Amei, querida. Bjs

    ResponderEliminar
  30. Simplesmente belo!

    A poesia, é um mar imenso de palavras.
    beijinho Sandra, boa semana
    cvb

    ResponderEliminar
  31. Muito bonito, Sandra!
    Beijinho. :)

    ResponderEliminar
  32. Já o é. Chegou para transformar as águas turvas em versos límpidos, que refletem a alma poética.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  33. Sandra, querida!
    Recordei-me de uma música do cantor-compositor brasileiro Djavan, que diz assim:
    "...você deságua em mim, eu oceano."
    Porque a poesia é todo oceano que deságua em nós, mas que devolvemos em águas límpidas.

    Grande beijo para ti, e um beijinho especial no bebê!

    ResponderEliminar
  34. O teu mar Sandra, já é o da poesia!
    Lindo!
    Beijinhos doces
    Sónia

    ResponderEliminar
  35. O poema escreve-se claro, mesmo que águas sejam turvas....
    Porque se fala de amor....
    Lindo...
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  36. Tão lindo ir de encontro à poesia tal como faz o rio à procura do mar!
    Cadinho RoCo

    ResponderEliminar
  37. Não há outra palavra para este poema que não o belo...

    ResponderEliminar
  38. mesmo as águas turvas do rio acabam encontrando o mar
    bjs

    ResponderEliminar
  39. Olá!Boa tarde/noite!
    Tudo bem?
    ...muito belo.. versos encantadores!Não existem águas turvas, para tão belo poema!
    ...você sabia, que já te sigo?...é, que meu blogroll zerou, e perdi toda a minha referência/link para os blogs que sigo!
    Agora,com sua presença, vou regularizar!
    Obrigado pela participação em meu blog! Muito feliz e honrado!
    Boa quarta! Beijos

    ResponderEliminar
  40. Muito talentosa. Muito mesmo. Adorei seu blog. :]
    Desde já, sou seguidora. Espero que se der, você dê uma passadinha no meu. E se gostar, me siga também.

    http://tatian-esalles.blogspot.com.br/

    Abraço, ótimo feriado.
    Tati.

    Att.

    ResponderEliminar
  41. .


    Depois de matar a tua sede
    eu deságuo em qualquer lu-
    gar.

    Beijos,

    Palhaço Poeta






    .

    ResponderEliminar
  42. Ela pode!!!!Olá Sonia, vim agradecer a visita e conhecer seu blog.Linda sua página.Intensa sua poesia. Te desejo uma ótima semana. Bjsss

    ResponderEliminar
  43. Bom dia Sandra querida


    Sempre lindas, fortes e intensas as poesias aqui.
    E com toda certeza a poesia é teu mar.

    Beijos
    Ani

    ResponderEliminar
  44. Num rio de águas turvas
    Que correm para o mar
    Passam rápidas pelas curvas
    Que nos fazer perturbar.

    Quem nesse rio navegar
    É preciso ter cautela
    Saber bem nadar
    Nos braços de uma donzela!

    Obrigado pela sua sempre amável visita.
    Boa quarta-feira para você, amiga Sandra,
    Um beijo
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  45. Muito bonito, Sandra!! Gostei da descrição e forma!

    []s

    Rafael
    Desce Mais Uma!

    ResponderEliminar
  46. A amizade, nasce e cresce como flor,
    mas para ela viver,devemos cultivar com amor.
    Rega-la a cada amanhecer.
    Manter a sinceridade sempre.
    Não quero sua amizade por um unico Dia.
    E sim para toda vida. Depois da flor vem a semente.
    Vamos planta-la. Nossa amizade enraizada.
    Até o fim da nossa jornada. beijos meus,
    Evanir. 14 de junho de 2011 08:30
    Mensagem que levei a minhaslindas amizades
    a quase um ano.
    Eternizada no blog da amiga(Simone Martins)
    Eu continuo pensado da mesma forma por isso
    estou aqui hoje.
    Ertenizando nossa amizade.
    Um ,Dia abençoado .
    Paz e luz no seu viver.
    Beijos,Evanir.

    ResponderEliminar
  47. Com gotas de amor , a poesia se fez mar, nos dedos da linda poetisa.
    Linda tua poesia amada.

    Beijão Sandra.

    ResponderEliminar
  48. Naveguei em teu rio e vi fluir o encanto da vida..

    Beijos.lindo Blog

    ResponderEliminar
  49. Sabes ser mar e embarcação!
    bj grande, Sandra querida

    ResponderEliminar
  50. Sandra, Querida

    Quem, entre as gentes, não navegou por rios de águas turvas? O mais sensato e deixar-se levar pela corrente que segue para o mar.
    Há Poesia e alguma turvação de tristeza.

    Beijos

    SOL
    http://acordarsonhando.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  51. Oi Sandra,boa tarde amiga.

    Seja muito bem vinda ao meu recanto,feliz que tenha gostado de meus textos.

    O mar abraça-te com a mesma leveza que compôs esse linda poesia...
    Parabéns pela sensibilidade !

    Espero poder contar sempre com a sua visita e participação nos comentários,é muito importante para mim saber o que pensa.
    Conto com você na divulgação do meu blog entre seus amigos seguidores.
    Um grande abraço e bom fim de semana.


    Carlos Santos
    Através dos Sentimentos
    http://sentimentosdoindio.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  52. .



    Seus comentários me deixam
    assim, oh!
    Garboso, demais...

    Beijos,

    Palhaço Poeta






    .

    ResponderEliminar
  53. Olá,Sandra!!

    Bom final de semana, querida!!
    Beijos!Tudo de bom!!!

    ResponderEliminar
  54. Na delicadeza das palavras, um imenso mar de metáforas
    que se revolvem nas ondas de uma maravilhosa poesia!
    Belíssima, Sandra!
    Abraço

    ResponderEliminar

"A poesia é o sentimento que sobra ao coração e sai pela mão."
(Carmen Conde)