Sou

A minha foto
Portalegre, Portugal
"Sonho que sou alguém cá neste mundo... Aquela de saber vasto e profundo, Aos pés de quem a Terra anda curvada! E quando mais no céu eu vou sonhando, E quanto mais no alto ando voando, Acordo do meu sonho...E não sou nada!..." Florbela Espanca

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

NADA....


Foto de Neusa Maria Cericato





Trago em mim a inércia fria de um jazigo.
Corre-me nas veias e aloja-se no peito à procura do calor do meu coração.
Mas eu, ao contrário do poeta, sou nada.
NADA.
Menos que um suspiro de morte.
E assim permaneço:
gélida,
esventrada,
aprisionada no sepulcro de dor que cavei em vida.
Ah!
Se ao menos conseguisse chorar.
Se pudesse com minhas lágrimas derreter o gelo que me habita.
Mas eu sou nada.
NADA.
E o nada não chora, o nada não sente.
Será que existe?










38 comentários:

  1. existe..
    e é pleno..
    de tudo!
    beijos querida..

    ResponderEliminar
  2. Você é muito mais que nada, você carrega o amor dentro de ti, apenas não o está deixando fluir, e, para que isso aconteça entregue-se à vida, ouse ser mais que ela. Um belo poema Sandra, amei. Um beijo enorme amiga. Até!!

    ResponderEliminar
  3. Ah, Sandra!

    Quem faz versos...tem com certeza a paixão pela vida...E o nada tal como o absoluto são puros conceitos...e agora...olhei para a tua catarse pura e deixo-te o meu abraço carinhoso e amigo.

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  4. Muito linda!!Adoro tuas poesias!beijos,lindo fds!chica

    ResponderEliminar
  5. (Se existe o fisco acabará por a apanhar e nada adianta chorar...)

    Em vez da lágrima que não sai, quero ver um sorriso nos lábios da poetisa.
    :)

    E que lindo que ele é.

    ResponderEliminar
  6. Olá,Sandra!!

    Minha querida...impressionante a profundidade do seu "Nada"!!!Um poema que invade a alma...e a imagem completa divinamente!
    Beijos e meu carinho!

    ResponderEliminar
  7. Ui este "Nada" é forte, arrepiei minha amiga!
    Talvez porque ele existe!
    mas gosto mais de ver o teu sorriso que imaginar as tuas lágrimas.
    Bom fim de semana querida

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  8. Querida amiga Sandra,
    Pergunto-me sempre, porque as poesias nostálgicas, intimistas são as mais belas.Assim esse "chorar" para dentro diz.me simplesmente uma coisa: que o nada...não deve existir! O nada que sente não fala tanto e tão intensivamente desse EU tão lindo!
    Gosto muitoo da forma como "poetiza"!
    Grande abraço!

    ResponderEliminar
  9. Ai Sandra,poesia que dói na alma da gente!Eu apenas leio e sinto e sua poesia é tocante e muito,muito linda!bjs e meu carinho,

    ResponderEliminar
  10. Poesia maravilhosa, Sandra.Reflexiva... Esse "nada" diz muito, o que deixa de ser nada e passa a ser tudo.

    Beijinhos e bom fds.

    ResponderEliminar
  11. Sandra, que bom te ler. Será que vivemos em um vale de lágrimas? Será que a vida inexiste sem lágrimas, muito interessante para refletir. Um abraço, Yayá.

    ResponderEliminar
  12. Uma bela forma de expressar a terrível sensação do vazio da alma,,,,triste e melancólico....beijos de bom final de semana pra ti amiga...

    ResponderEliminar
  13. Como é triste a sensação de vazio traduzida pela inexistência de tudo! Mas esse "nada" sobre o qual versou já chegou com as lágrimas ansiadas. Lindo! Bjs.

    ResponderEliminar
  14. Um gosto ter chegado ao seu blogue onde me registei. Gosto muito de poesia
    ao ponto de ter criado um blogue http://sinfoniaesol.wordpress.com
    onde insiro trabalhos que me cedem, uma vez que não sou poetisa.
    Virei sempre que possa.
    Bj.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
  15. Se a saudade dói no fundo
    Se eu me sinto ao deus-dará
    Com certeza neste mundo
    NADA me consolará...


    ...és um nada muito Subtil, poetisa. Beijos.

    ResponderEliminar
  16. Bravo.

    "Do nada, nada vem; e ao nada, nada pode reverter."

    Bjos.

    ResponderEliminar
  17. Boa tarde Sandra,
    Que poema! Para reflectir.
    Muito, muito bom!
    Beijinhos. Ailime

    ResponderEliminar
  18. Às vezes precisamos mergulhar no nada, para renascermos para algo maior.

    Gostei muito

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  19. Passando para desejar uma boa semana, e convidar você a participar de uma promoção que esta rolando no blog.
    Beijo, Ângela.

    ResponderEliminar
  20. Olá, amiga

    Uma reflexão nostálgica e uma dúvida a que ninguém te saberá responder. Eu acredito que o nada é uma outra forma de existência, que não temos ainda capacidade de compreender, mas é só uma intuição... O que eu sei, e te posso garantir, é que goste de poemas assim.

    Abraço

    Runa

    ResponderEliminar
  21. "O nada" existe sim, por vezes rouba-nos tempo de vida!
    Boa semana Sandra!

    ResponderEliminar
  22. o nada é feito de um todo, um todo que se esconde

    beijo senhora muito longe de ser nada

    ResponderEliminar
  23. Lindo!! O "nada", ás vezes, significa tudo!!

    Tenha um semana encantadora!!
    Beijos de Luz!!♥

    ResponderEliminar
  24. Sempre o dilema da existência que nos arrasta para grandes dúvidas. Gostei muito. Abraços

    ResponderEliminar
  25. É preciso esvaziar-se de tudo para se encontrar...
    Prazer em conhecer seu blog
    Abraços

    Bíndi e Ghost

    ResponderEliminar
  26. A partir do "Nada", tudo se reinventa!


    Beijinhos
    Sónia

    ResponderEliminar
  27. O teu Nada

    tem por dentro
    um corpo inteiro

    Bj

    ResponderEliminar
  28. O teu nada acaba por ser muito...
    E o teu poema é excelente.
    Mas tive que ligar o aquecedor por causa da tua "inércia fria"... eheheh... desculpa, mas não resisti...
    Um beijo, querida Sandra amiga.

    ResponderEliminar
  29. Todos somos alguma coisa. Às vezes temos os olhos doentes, só isso!



    Beijo meu

    ResponderEliminar
  30. Minha querida

    Como sei desse nada que falas, desse gelo que nos paraliza o sangue, desse acordar sem nós, mas lembra-te minha querida que há sempre um novo amanhecer.
    Sabes que neste poema lindo...li a minha alma.
    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  31. Olá adorei seu poema.
    Foi um prazer em conhecer seu blog,parabéns beijos.

    ResponderEliminar
  32. Boa noite amada!!!!
    Sempre que venho aqui sou surpreendiada com mais um poema encantador...
    Vindo aqui aproveito para te convidar para apoiar juntamente comigo o OUTUBRO ROSA,incentivando as pessoas conhecidas a fazer o exame de mama, prevenindo do câncer que é responsável por 52.680 novos casos no Brasil neste ano!Quero que você esteja junto comigo nesta luta,apoiando esta causa. Vamos a cada dia plantar esta ideia na cabeça das pessoas...EU, do blog FOLHAS DE OUTONO,agradeço todo o apoio E comentário deixado lá em prol da minha nova postagem.Peço que ao passar leve uma mensagem de positividade.

    ResponderEliminar
  33. Olá,Sandra!!

    Vim deixar um beijo!Espero que esteja tudo tranquilo por aí!
    Bom final de semana!

    ResponderEliminar
  34. Que possas até chorar, porque o choro lava a alma, mesmo que não consigas sorrir depois de chorar.

    Bjs!

    ResponderEliminar
  35. Olá Sandra, excelente reflexão....
    Os meus cumprimentos

    ResponderEliminar
  36. Amei o que escreves!

    Tomo a liberdade de seguir-te.

    Voltarei mais vezes...

    Beijo,

    Nel

    http://nellsantos.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  37. Minha querida

    Hoje venho deixar um beijinho pelo dia do poeta.

    Sonhadora

    ResponderEliminar

"A poesia é o sentimento que sobra ao coração e sai pela mão."
(Carmen Conde)