Sou

A minha foto
Portalegre, Portugal
"Sonho que sou alguém cá neste mundo... Aquela de saber vasto e profundo, Aos pés de quem a Terra anda curvada! E quando mais no céu eu vou sonhando, E quanto mais no alto ando voando, Acordo do meu sonho...E não sou nada!..." Florbela Espanca

domingo, 12 de maio de 2013

Urgências de manhãs claras...



Foto de Karin Rosenthal 





Desvendas os segredos da minha pele molhada
com a mesma urgência que a manhã suspira por vida.
Lês nos meus lábios os silêncios da madrugada
E calas nos meus olhos a angústia dos dias vazios.
Entrego-me com a certeza que nunca
[como agora]
o mundo tão bem coube nas nossas mãos.





22 comentários:

  1. Minha linda!!!!
    As palavras se molham e deixam o cheiro de um lindo pensamento ...bjssssssssss

    ResponderEliminar
  2. Será que o mundo cabe mesmo nas nossas mãos?

    "Lês nos meus lábios os segredos da madrugada". Muito bonito Sandra

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Um final tão cheio de esperança, que bem que sabe!
    Tenho no meu blogue uma pequena homenagem aos amigos, se puder passe por lá amiga Sandra.

    beijinho

    ResponderEliminar

  4. Há dias em que as nossas mãos se agigantam e desenlaçam nós... de nós. Gosto!

    Um beijo

    Laura

    ResponderEliminar
  5. E quando as nossas mãos se entrelaçam, nelas, cabem o mundo com todas as tristezas, angústias, medos.
    Juntos conseguiremos erguer muralhas.
    Adorei!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Que te brilhem manhãs claras
    Que te afaguem quentes dias
    Que te cubram noites raras
    Que te sobrem poesias.


    Beijos, menina.

    ResponderEliminar
  7. Imagens lindíssimas. Destaco o poema por inteiro, de mãos vazias, mas de intelecto mimado pela excelência partilha.
    Bem-haja!

    ResponderEliminar
  8. belo. de uma sensualidade suave e vibrante...

    beijo

    ResponderEliminar
  9. Momentos que só o amor pode nos proporcionar...

    Belo, Sandra.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  10. Belíssimo poema, Sandra! Só o amor neste momento pode caber nas nossas mãos. Beijinhos Ailime

    ResponderEliminar
  11. Lindo Sandra!
    Palavras esperançosas, que ma fazem interrogar: Será mesmo que o mundo cabe em nossas mãos!!!

    Beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  12. Sandra,momento maravilhoso nessa inspirada poesia de amor!bjs,

    ResponderEliminar
  13. Quanta beleza em tão poucas palavras. Gosto muito do que escreve. beijinhos

    ResponderEliminar
  14. O amor provoca os mais belos sentimentos Sandra , o poema é testemunho,
    abraço e bons dias .

    ResponderEliminar
  15. Um poema pleno e apaixonante.
    Amo te ler Sandra.

    Beijão

    ResponderEliminar
  16. Muito belo, Sandra! Imagens poéticas e sensíveis nos chegam com suas palavras. Bjs.

    ResponderEliminar
  17. Às mãos do amor, o mundo fica pequenino...
    Magnífico poema, gostei muito.
    Um beijo, minha querida amiga.

    ResponderEliminar

"A poesia é o sentimento que sobra ao coração e sai pela mão."
(Carmen Conde)