Sou

A minha foto
Portalegre, Portugal
"Sonho que sou alguém cá neste mundo... Aquela de saber vasto e profundo, Aos pés de quem a Terra anda curvada! E quando mais no céu eu vou sonhando, E quanto mais no alto ando voando, Acordo do meu sonho...E não sou nada!..." Florbela Espanca

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Madrigais...




Imagem retirada da internet






Ah! Os madrigais que se escondem nos teus olhos...
Papoilas salpicando searas de brisa!
São eles que me embalam
Como mãos de terna mãe
Nas noites em que os pássaros 
choram, choram
E o seu gemido dorido
Não me permite serenar.
Vozes de vento norte que se calam em mim
Quando decifro as suas rimas.
Verbos que se conjungam no imperativo,
Fazendo do agora 
Um presente mais do que perfeito.
Meu Amor!
Como amo ler essa poesia!







14 comentários:

  1. Sandra e eu amo ler a tua poesia.
    Belíssimo!

    Beijinhos

    Sónia

    ResponderEliminar
  2. São assim as flores mais
    Delicadas, irreais,
    Poesias, edelvais,
    São teus versos madrigais.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  3. Um poema de puro sentimento.Parabéns, beijos.

    ResponderEliminar
  4. Versos de amor escritos com a alma. Gostei.
    Bjux

    ResponderEliminar
  5. Cantar o amor e viver cada verso em plena cumplicidade.
    Lindo de ler e viajar.
    Meu abraço Sandra.

    ResponderEliminar
  6. E como eu amei ler também esta poesia... Linda!!!

    ResponderEliminar
  7. Não consigo desassociar madrigais com o Manuel Bandeira.

    ResponderEliminar
  8. Mais um poema em que as metáforas se alongam para além do escrito.


    Um beijo

    ResponderEliminar
  9. Olá querida Sandra!
    Agradeço seu carinho e sua ternura sempre.
    Que poema lindo e delicado, amei querida amiga, beijinhos em seu doce coração

    ResponderEliminar
  10. Sempre bela a tua escrita.

    Beijos, Sandra.

    ResponderEliminar
  11. Sempre bela a tua escrita.

    Beijos, Sandra.

    ResponderEliminar

"A poesia é o sentimento que sobra ao coração e sai pela mão."
(Carmen Conde)