Sou

A minha foto
Portalegre, Portugal
"Sonho que sou alguém cá neste mundo... Aquela de saber vasto e profundo, Aos pés de quem a Terra anda curvada! E quando mais no céu eu vou sonhando, E quanto mais no alto ando voando, Acordo do meu sonho...E não sou nada!..." Florbela Espanca

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Quiçá...

Imagem retirada da net





Quando a tristeza é profunda
Não feches a porta, abre uma janela!
Quiçá uma pena de andorinha
Entre por ela e se aconchegue a ti,
Trazendo consigo os cânticos frescos da primavera em flor.





19 comentários:

  1. A amiga Majoli tinha comentado este meu devaneio, publicado por engano a 10 de abril:

    "Quantas vezes, em meio a tristeza, nos fechamos para o mundo, esquecendo que através de uma janela aberta, poderemos respirar a beleza que nos trará a paz...lindo teu "Quiça..." minha querida.

    Beijos com carinho."

    ResponderEliminar
  2. Olá,Sandra!!

    Que lindo!!!
    Podemos deixar, nem que seja uma fresta da janela, para que a luz possa entrar...e quem sabe...a tristeza se vá?! Eu deixo...rs
    Beijos,querida!

    ResponderEliminar
  3. Gosto do voar das andorinhas principalmente na primavera, quando tudo ainda é possível...

    ResponderEliminar
  4. BELA REFLEXÃO !!!
    QUIÇÁ DIZ QUE SEMPRE QUANDO UMA PORTA SE FECHA ,UMA JANELA SE ABRE...
    BJSSSSSSSSSSSS

    ResponderEliminar
  5. Essa fé é importante, acalenta a existência, e escrito assim: é um encanto!
    beijinho

    ResponderEliminar
  6. Oi Sandra
    E quando vemos uma réstia de sol entrando pela janela sentimos que somos perdoados pela vida e por nós mesmos e podemos repartir com outros,
    linda reflexão Sandra.

    * estou levando alguns amigos poetas e fotógrafos pra embelezar minha página por alguns dias em comemoração dos 4 anos do blog, posso levar-te?
    te aguardo e deixo abraços

    ResponderEliminar
  7. Gosto do teu poema, tal como gosto das andorinhas e da sua liberdade!
    bom fim de semana querida

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  8. Que belo,Sandra!

    És uma poeta Liberdade é um lindo tema.

    Teu blog está na minha lista de favoritos, mas não estou recebendo mais tuas atualizações,não sei o motivo.

    Cheguei aqui pelo teu comentário em meu texto.Obrigada e volte mais vezes,ok?

    Beijos e lindo fim de semana


    Donetzka

    ResponderEliminar
  9. Eu que escrevo poemas tristes, de solidão, lembranças, saudade... Digo: - Sinto-me alegre ao fazê-los... Lindos versos Sandra!

    ResponderEliminar
  10. Um beijo grande, Sandra.

    Agora vou abrir a janela...

    :)

    ResponderEliminar
  11. Por vezes quando a tristeza é maior fechamos mesmo as portas e janelas para que ninguém veja o nosso sofrimento

    ResponderEliminar
  12. Para que a solidão não se entranhe....Fique confusa com o barulho, as cores e nem mesmo quando a noite entrar, fique dentro das portas....A noite pode ser mágica....
    Lindo....
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderEliminar
  13. Sandra, lindo poema! Acredito que a tristeza, e o eterno enigma da existência sejam o combustível que alimenta meus poemas... Lindo!

    ResponderEliminar
  14. É exatamente nas mãos de Jesus que devemos nos colocar quando as coisas não vão bem.
    Se a luta está pesada, busque auxílio nele.
    Somente em Jesus encontramos a verdadeira segurança e a verdadeira paz.
    Agradeço o carinho e compreensão pela demora,
    em retribuir sua visita tão carinhosa.
    Deus abençoe seu final de semana .
    Beijos no coração e meu eterno carinho,Evanir..

    ResponderEliminar
  15. A esperança sempre pode entrar por essa janela. Não pede muito espaço para se instalar. Muito belo seu pensar. Bjs.

    ResponderEliminar
  16. cântico de primavera para andorinhas em revoada: porque, mesmo sem asas, há voos que não desaprendemos de fazer. nunca.

    abraço, sandra!

    ResponderEliminar
  17. Olá Sandra,
    Já tinha saudades:))

    É bom deixar as janelas abertas...para entrarem os amigos.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  18. Entro nesta janelinha
    Pra te deixar um afago
    Mesmo não sendo andorinha
    Quiçá na pena de um mago...


    Beijos.

    ResponderEliminar

"A poesia é o sentimento que sobra ao coração e sai pela mão."
(Carmen Conde)