Sou

A minha foto
Portalegre, Portugal
"Sonho que sou alguém cá neste mundo... Aquela de saber vasto e profundo, Aos pés de quem a Terra anda curvada! E quando mais no céu eu vou sonhando, E quanto mais no alto ando voando, Acordo do meu sonho...E não sou nada!..." Florbela Espanca

segunda-feira, 7 de março de 2011

Fragilidades




Já não sou a leoa feroz
Que rugia alto e selvagem
Hoje sou gata mansa
Que ronrona baixinho, num sopro.

Já não sou rosa silvestre
Que desbravava o mato espalhando seu aroma
Hoje apenas sou espinho
Seco, duro e traiçoeiro.

Já não sou fogo incandescente
Que inflamava tudo em redor
Hoje sou cinza arrefecida
Poeirenta, inútil e só.

Já não sou a dominadora
Que comandava todas as batalhas
Hoje levanto a bandeira branca
e procuro sempre o último lugar da fila.

Já não sou o rochedo sólido
Imune até à erosão
Hoje sou grão de areia
Que incomoda no sapato.

Já não sou a actriz principal
Que abraçava o palco e recebia aplausos
Hoje sou marioneta esquecida
À espera que me dêem vida.

Vês como tudo se transforma?

25 comentários:

  1. E depois? O que se segue a uma transformação, por norma,até é melhor que o que lhe antecede!!!


    Vou me repetir n vezes...Mas tens uma escrita do diabo!!! (no bom sentido:)


    (nota: por instantes, lida a primeira quadra, pensei que ias falar do sporting:))

    ResponderEliminar
  2. Já lhe disse antes isso.
    És única.

    Bjs.

    ResponderEliminar
  3. Tudo isso serve de aprendizagem para a estrada da vida.
    Lindíssimo!

    *Um beijinho

    ResponderEliminar
  4. Sandra,
    Há, nesse resguardar, um movimento profundo de regeneração.
    É sempre bom passar por aqui.

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  5. Certamente mais encantadora.

    Beijo carinhoso.

    ResponderEliminar
  6. Lindo, Sandra.

    Gosto cada vez mais do que você escreve.

    Beijos e uma semana linda.

    ResponderEliminar
  7. belisimas letra quanto sentimento en elas ... gran desborde de emocao amiga.. adorei leer suas letras permiso pra seguir..

    abracos
    saludos
    otima semana

    ResponderEliminar
  8. Sandra, que lindo Fragilidades.
    Sabe que tenho medo de me ver assim?
    Mas são tantas quedas que sofremos, que às vezes se torna difícil não passar por essas tristes transformações.
    Gosto demais de te ler.
    Beijos no teu ♥

    ResponderEliminar
  9. "Pode-se graduar a civilização de um povo pela atenção, decência e consideração com que as mulheres são educadas, tratadas e protegidas."
    (Marquês de Maricá) Em homenagem ao dia internacional da mulher.
    Beijos achocolatados

    ResponderEliminar
  10. Sem esquecer da Xita.. é claro!!

    Feliz dia da MULHER...

    P.S. Isto parece um SPAM mas não é, mesmo sendo.... Apenas quero saudar a todas e são tantos os blogs que meus dedos pedem trégua "só hoje".. rsss

    Deusssssssssskiajude
    Abraços do Tatto

    ResponderEliminar
  11. Tudo passa, tudo muda, devemos mudar também!

    BeijooO*

    ResponderEliminar
  12. Querida, vim te desejar um Feliz Dia Internacional da Mulher.
    Beijos cheios de carinho no teu ♥

    ResponderEliminar
  13. tudo está a transformar-se como disse Lavoisier,

    beijo pelo dia da mulher

    ResponderEliminar
  14. Não, infelizmente não vejo. Porque também eu mudei e já só vejo com óculos. Infelizmente esqueci-me deles...

    ;)

    PS: O apelido Subtil, não poderia ser melhor escolhido...

    ResponderEliminar
  15. Oi Sandra...Vim agradecer o carinho perfumado que vc deixou lá no Solidão... Gostei do seu espaço, senti sensibilidade e carinho aqui. Bjs e um Feliz Dia Internacional da Mulher.

    ResponderEliminar
  16. Lindo poema Sandra, no dia internacional das mulheres, gostaria de parabenizá-la. Fazes um lindo trabalho em teu blogger, orgulho-me de ser seu amigo.

    ResponderEliminar
  17. Sandra, querida,

    Entender-se frágil é um bom começo de maturidade e transformação.

    Lindo! bjocas

    ResponderEliminar
  18. Olá Sandra!

    Se esta fragilidade poética espelha a tua bravura vital acrescenta ainda a marca de ser uma bela sublimação e catarse...

    Beijinho,

    Véu de Maya

    ResponderEliminar
  19. Fragilidade é isso...saber que se pode ser tudo...na medida certa,,,e se fragilizar na hora necessaria...grande beijo de bom dia.

    ResponderEliminar
  20. Todos nós mudamos. TOdos os dias são diferentes...
    É assim que é a vida.

    ResponderEliminar
  21. querida sandra,
    as linhas da vida são bem diferentes daquelas que nos emolduram as mãos: nada lineares e de sentido único. nesta nuance reside muito da sua inquietação, mas também fascínio e sentido de justiça. é que mudar passa também por cada um de nós.
    um beijinho com ternura!

    ResponderEliminar
  22. A mudança assumida é sinal de crescimento.
    A ponderação é como fruto maduro, mais doce e mais suave...

    Lindo como um entardecer de Verão.

    Beijo

    ResponderEliminar
  23. Que belo existirem estações

    ciclos de marés

    amanhãs com boas memórias

    Bjs

    ResponderEliminar

"A poesia é o sentimento que sobra ao coração e sai pela mão."
(Carmen Conde)