Sou

A minha foto
Portalegre, Portugal
"Sonho que sou alguém cá neste mundo... Aquela de saber vasto e profundo, Aos pés de quem a Terra anda curvada! E quando mais no céu eu vou sonhando, E quanto mais no alto ando voando, Acordo do meu sonho...E não sou nada!..." Florbela Espanca

terça-feira, 5 de fevereiro de 2013

Expansão de mim...


Foto de Matthieu Girard


Toda a vida atravessei correntes de sentimentos
Numa luta feroz entre razão e coração.
Entre ser e não ser
Entre dia e noite.

Sem mapas,
sem bússolas,
sem Norte.
Naveguei à bolina
mas nunca desisti.
Hasteei bandeiras em altos mastros de emoção.
Fui astrolábio de sensações na caravela da vida.
Atraquei  por fim no outro lado,
na outra margem de mim.
Ancorei no porto seguro do amor
e segui a estrela polar dos teus olhos.

29 comentários:

  1. A condição (e o coração)
    de ser barco
    e navegar
    seja qual for a condição
    em que esteja e se mova, no mar

    ResponderEliminar
  2. Esse brilho no teu olhar
    É o reflexo da estrela polar.
    :)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  3. Minha querida

    Como é bom depois da tempestade encontrar-mos um porto seguro onde podemos enfim deitar a cabeça no regaço do amor.
    Lindo sempre.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderEliminar
  4. Sandra,
    Para chegarmos ao porto do amor, não precisamos de estrelas ou mapas.

    E bolinar dá mais força ao sentir. A esse sentir.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Tal como disse no FB "lindo" amei Sandra.

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
  6. Lindo poema lírico, Sandra!
    Um abraço. Tenhas uma boa noite.

    ResponderEliminar
  7. Lindo encontrar essa estrela...Maravilhoso poema! beijos,chica

    ResponderEliminar
  8. Nossa ! como me identifiquei com seu poema, lá bem dentro de mim, sinto tudo isso.
    Mil beijos

    ResponderEliminar
  9. As nossas (em geral) expansões tem muito deste poema. É fácil identificar-mo-nos com ele e, em simultâneo, ficarmos maravilhados pela forma admirável como é escrito.
    Muito bom!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Haverá porto mais seguro do que esse!

    LINDO POEMA, Parabéns!

    beijinho

    ResponderEliminar
  11. o descanso da "guerreira"...

    é bom cultivar as âncoras!

    beijo

    ResponderEliminar
  12. OI SANDRA!
    UMA CORAJOSA VIAGEM DE VIDA EM BUSCA DO PORTO SEGURO, CHAMADO AMOR...
    ABRÇS

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/ClickAQUI

    ResponderEliminar
  13. Bom dia!

    Vim retribuir a visita ao meu cantinho e que bom é estar aqui no seu!!

    Obrigada

    Beijinhos

    Ana

    ResponderEliminar
  14. Que as suas viagens encontrem sempre um porto seguro, para que possa escrever sempre tão belos poemas de amor.

    Bj!

    ResponderEliminar
  15. É assim o amor, é assim a vida, é assim...sentir!

    ResponderEliminar
  16. O Amor, um porto seguro por certo, a base de tudo o resto.

    Encantam-me as tuas palavras.
    Beijinho Sandra
    cvb

    ResponderEliminar
  17. Uma luta com final feliz, onde o amor foi o responsável pelo tão esperado encontro entre razão e coração. Muito lindo! Bjs.

    ResponderEliminar
  18. Sandra,nada como ser intenso nos sentimentos!Assim vivemos,com certeza,todas as maravilhas do amor!Ficou linda sua poesia e a imagem tb!bjs,

    ResponderEliminar
  19. Sentidos com prazer
    Com desejos sentidos
    Desculpa assim escrever
    Que nunca sejam perdidos!

    Teus sentidos amiga Sandra
    Escritos em poesia
    Da tua imaginação tanta
    Tenha sempre amor alegria!

    Desejo uma boa noite para você
    amiga Sandra,
    um beijinho,
    Eduardo.

    ResponderEliminar
  20. Boa noite Sandra, magnífico poema, escrito com a beleza da sua alma na descrição magnífica do sentimento maior - o amor. Beijinhos Ailime

    ResponderEliminar
  21. Essa voz que nos discursa
    Tem duas fontes de luz:
    A tua é o rabo da Ursa
    A minha é o pé da Cruz;
    E sobre as ondas do mar
    É preciso navegar
    Onde o Amor nos conduz.


    Beijos.

    ResponderEliminar
  22. Sandrinha, tudo bem?
    de alguma forma, minha última postagem tem a ver com teu belo poema em que conjugas com muita destreza o verbo (a)mar.
    Beijos e ótimos dias!

    ResponderEliminar
  23. Muito belo, Sandra.
    Que essa estrela sempre brilhe e te ilumine :)

    Beijinho
    Sónia

    ResponderEliminar
  24. Sandra: Alertado pela sua visita ao Alpendre da Lua, entrei na sua casa, sem pedir licença, animado por uma natural curiosidade voyeurista. Deparei com este poema, que me seduziu, porque também eu ando à bolina,"Sem mapas,sem bússolas,sem Norte".
    Quis o destino que viesse encontrar aqui a minha amiga, a "poeta" Sónia M, cuja poesia sigo com deleite e atenção.
    Prometo voltar, para poder ler os seus poemas.

    ResponderEliminar
  25. Sandra: Agradeço a sua mensagem de hoje. Em procedimento protocolar, procedi ao agradecimento público da sua adesão ao Alpendre da Lua. Enquanto não reativo as funcionalidades dos comentários, poderá sempre escrever-me para o meu endereço: alexandre.castro44@gmail.com
    Foi um prazer conhecê-la.

    ResponderEliminar

"A poesia é o sentimento que sobra ao coração e sai pela mão."
(Carmen Conde)